Maratona de Xadrez 2018

No dia 22 de março, realizou-se a Maratona de Xadrez, com a participação de todas as turmas do 5º ano (223 alunos). Durante 4 horas as turmas foram entrando, jogando com entusiasmo até que se chegou à final....

Os alunos finalistas foram o Lucas Delgado do 5ºA e Martim Amaro do 5ºF, saindo vencedor desta Maratona de Xadrez, o aluno  LUCAS DELGADO…ficando em segundo (honroso) lugar o aluno  MARTIM AMARO!!!
Ganharam livros de aventuras...
Foram todos vencedores, pelo entusiasmo, pelo empenho e também, em muitos casos, pelo saber...
Ao longo deste período realizaram-se torneios em cada turma tendo os dois primeiros lugares, em cada turma, recebido como prémio um livro. Foi um processo de consolidação dos saberes e competências acumuladas acerca do jogo, suas regras e possibilidades. Podemos afirmar, após a avaliação individual e atribuição de níveis de acordo com os Critérios de Avaliação pré-estabelecidos, que 90% dos alunos sabe jogar e joga bem, 5% joga muito bem revelando enorme potencialidade para serem bons jogadores (assim tenham continuidade neste jogo) e, 5% conhece as regras mas ainda não adquiriu as competências mínimas embora, todos, demonstrem uma excelente atitude perante o jogo.
O xadrez é um jogo de estímulos e respostas para problemas, desenvolvendo assim a capacidade cognitiva do jogador. Pedagogicamente, o xadrez faz parte do currículo escolar básico de dezenas de países. Vários projetos oficiais apontam melhoras significativas sobre alguns aspectos, tais como: memória, imaginação, concentração e inteligência.
O Xadrez - o estudo sistemático do xadrez não somente estimula a inteligência, como os avanços alcançados no campo intelectual tendem a manter-se no tempo...
No terceiro período, a tarefa vai complicar-se pois pretendemos que os alunos resolvam situações problemáticas…
Rui Manuel Torrado Valente

 

                

Foi inaugurada a "Casa das Artes"

No passado dia 14 de Janeiro Sr. Presidente da Câmara Municipal de Cascais veio à escola sede do agrupamento inaugurar a "Casa das Artes", obra resultante da participação ativa e empreeendedora da comunidade educativa através do Orçamento Participativo da C.M.C em 2017.